27 de mar de 2012

Pescando sereias na rede de Jesus




Nos grupos da Igreja formados por jovens – Crisma, pastorais e movimentos em geral – há uma figura quase tão onipresente quanto o próprio Cristo: o católico bico-doce. Ele arranca suspiros das menininhas com seu discurso espiritualizado, e encanta especialmente as novatas com a sua calorosa “acolhida”.

No campo da pegação, cada um luta com as armas que tem: uns exibem os músculos, outros o carro… O bico-doce exibe a sua aura de piedade cristã. Esperto, carismático e extrovertido, ele passa a imagem de fiel convicto, mas está ali mesmo pra beijar na boca (entre otras cositas mas).

Esse tipinho conhece bem o seu eleitorado: sabe que as garotas de 14 a 18 anos, não sendo ainda suficientemente calejadas pelas decepções amorosas da vida, dificilmente resistirão ao seu charme de galã de sacristia.

A existência do bico-doce seria cômica, se o seu efeito no Corpo da Igreja não fosse tão danoso. O bico-doce semeia a descrença. Vendo-o tratar as garotas como alvos de abate, os que ainda engatinham na estrada da fé terão dificuldades para crer que o cristão é de fato “templo do Espírito Santo”, e que cada pessoa é especial, é dom de Deus.

A comunidade de fé é o lugar onde os jovens são chamados a testemunhar como a forma que um rapaz e uma moça se olham e se relacionam pode ser iluminada pela doce Presença de Cristo. Porém, vemos entre nós ser replicado o triste modelo de azaração das boates e festinhas mundanas: o cara chega junto, consegue o que quer e depois vaza. A fila anda, né?

O mais incrível disso tudo é que, não raro, o bico-doce exerce alguma função de liderança dentro do grupo. Atua como auxiliar do sacerdote, do coordenador, do catequista… ou é ele mesmo o próprio catequista!

Enfim, se você é um bico-doce fica o aviso: Deus lhe pedirá contas por você achar que a Igreja é a casa da Mãe Joana. Seja esperto de verdade! Experimente viver a atração pelas meninas, o namoro e as amizades conforme o Evangelho, e veja se você não se realizará bem mais do que se continuar com essa palhaçada!


"Respondeu-lhe Jesus. “Em verdade vos digo: ninguém há que tenha deixado casa ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou filhos, ou terras por causa de mim e por causa do Evangelho que não receba, já neste século, cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e terras, com perseguições e no século vindouro a vida eterna. (Mc 10:29-30)"


Viu só? Renuncie a ser um lascivo leviano e seja cem vezes mais feliz. Nesta e na outra vida!

E, se você é uma católica jovem, aí vai o meu momento “tia velha”: dê-se o respeito, menina! Até porque, o homem da sua vida pode passar por você e nem te dar bola, simplesmente porque você está ocupada perdendo tempo com quem só quer fazer de você um “parquinho de diversões”.Se liga! Se você não proteger a sua dignidade, ninguém vai fazer isso por você. Seja inteligente!

Fonte: O Catequista