29 de ago de 2011

JMJ - Resposta a marcha laica e ateísta em Madrid

Galera, ainda no clima da JMJ 2011, e celebrando a JMJ 2013, que será realizada aqui na nossa amada Terra da Santa Cruz, deixo a vocês um vídeo revigorante, que ilustra, a partir de umas poucas fotos, a força da juventude católica! Por comentário, um texto do Tiba, missionário Canção Nova, que acredito que todos vocês conheçam!


"Por ocasião da JMJ (Jornada Mundial da Juventude) em Madri, com a presença do Papa Bento XVI, uma meia dúzia de gato pingado resolveu protestar contra a visita do sumo pontífice no país e saíram à ruas arroaçando, entrando em choque com a polícia e zombando da Igreja fantasiados de “papas”, enquanto que por toda a cidade uma multidão de jovens católicos vindos de todas as partes do mundo tomavam conta das ruas, metrôs, praças e se aglomeravam em multidões gritando “Benedicto…Benedicto…”, os relatos daqueles que estavam em Madri twitando eram que por todas as partes da cidade se ouvia o alarido da juventude católica :”Benedicto…Benedicto…” coisa linda de se ver! Os relatos pelo twitter foram estonteantes!

Enquando isso o Sitema Globo aqui no Brasil reduzia a JMJ à 1 bejaço gay e a 3 manifestações contra o Papa. Não iriam mostrar o espetáculo de milhares e milhares de jovens bonitos, inteligentes, educados e pacíficos que aclamavam: “Benedicto…Benedicto…” os mesmos jovens que silenciavam explendidamente quando o Papa abria a boca pra falar alguma coisa!

“Espetáculo” é o termo que consigo melhor definir esta Jornada! Nenhuma notícia vendida, corrompida, reducionista e mesquinha foi maior que o brilho da juventude Católica na praça Cibele, jovens atentos e silenciosos quando o Papa falava e explosivos em fé quando ele terminava uma frase. Em segundos o barullho ensurdecedor se transformava num silêncio sepulcral.

O mar de jovens, cada qual com a bandeira do seu país, o canto, o encontro festivo do testemunho saudável, de certo foi luz forte demais para os que estão acostumados com escuridão.

Mas para os de boa vontade, foi mais uma vez, o espetáculo de uma Igreja viva e jovem.
Quero ter a honra de me unir a estes jovens em 2013, quando a JMJ for no Brasil, para gritar, muito mais forte: “Benedicto…Benedicto…”

Aí não vai ter jeito, a Globo vai ter que ouvir !"

Tiba