3 de ago de 2011

A Missa não pode se converter em um espetáculo, adverte Cardeal Urosa.

CARACAS, 03 Ago. 11 / 12:12 pm (ACI/EWTN Noticias)

O Arcebispo de Caracas (Venezuela), Cardeal Jorge Urosa Savino, exortou os sacerdotes a cultivarem o amor à Eucaristia e a respeitar "a estrutura e a natureza da Missa: não podemos mudá-la ao nosso arbítrio; não podemos inventar as orações; não podemos banalizá-la com superficialidade e convertê-la em um espetáculo".

O Cardeal fez este chamado durante uma ordenação sacerdotal celebrada neste 30 de julho na Catedral Metropolitana.


"A Eucaristia é o maior tesouro da Igreja, pois neste sacramento admirável está contido não simplesmente a graça de Deus, mas o próprio autor da graça", disse o Cardeal, e indicou aos ordenados que estão chamados a fazer presente a Cristo mediante a proclamação da palavra, a celebração da Eucaristia e o serviço como bom pastor.

"Sim, meus queridos irmãos: como Igreja, corpo vivo de Cristo na história, estamos chamados a fazer presente a Cristo no mundo", acrescentou.

Do mesmo modo, recordou que o sacerdote, ao "atuar na pessoa de Cristo para a salvação das almas (…), é o único que pode presidir a Eucaristia. Daí vem a frase eclesiástica tão conhecida: ‘sem sacerdócio não há eucaristia’".

O Cardeal Urosa indicou que isto "leva também a considerar a santidade a que está chamado o presbítero", e a não conformar-se "com uma vida espiritual medíocre, morna; está chamado a ir pelo caminho de Cristo, a viver suas palavras a fundo".

"Queridos ordenandos, e queridos irmãos sacerdotes: de maneira particular quero convidá-los a ser fiéis em sua consagração a servir ao Senhor para sempre no celibato", acrescentou.

Finalmente, o Cardeal reiterou seu chamado para que se aprecie "altamente a Cristo sacramentado presente em nosso sacrários, e lhe rendamos a homenagem de nossa adoração: com o esplendor do sacrário, com os gestos históricos, tradicionais da adoração: a genuflexão, a oração de joelhos ante o Santíssimo, e o culto cada vez mais esplendoroso a esse augusto sacramento".



Fonte: ACI Digital


Pax et Gaudium