18 de abr de 2011

Lixo + Heresia + Profanação = Lady Gaga


 Hoje a tarde fui conferir a minha caixa de emails, e entre os emails havia um de uma amiga que revoltada falava sobre a infeliz da Lady Gaga. Infeliz? Infeliz porque? Como todo bom católico sabemos que essa semana é a semana santa vivida na Igreja, pois bem, a infeliz da Lady Gaga resolveu divulgar uma nova música chamada "Judas", fui conferir tal música para saber qual o motivo da revolta dessa amiga. Fiquei enojado com tamanha montanha de lixo que essa infeliz gravou. Clique aqui e veja a letra da música. diga-me se isso não é de deixar qualquer Cristão triste? Em plena semana santa!


Depois disso fui pesquisar algumas coisas dela e vi o quanto essa mulher é podre. Já tinha ouvido falar do clipe "Alejandro" no qual ela profana objetos sagrados da Igreja Católica. E outra "treva" dela foi no dia 31 de março durante uma apresentação, relatou ela para os seus "fãs" (Ninguém merece ser fã de uma triste dessa) algo que aconteceu antes daquela apresentação.



Gaga estava chegando ao local quando foi abordada por um rapaz cristão que lhe entregou um cartão com os dizeres: “Passe livre para sair do inferno”. A cantora ficou indignada e começou a questionar o que o jovem cristão estava fazendo no local, indagando se para sair do inferno bastava apenas imprimir cartões. Ela disse que depois de questioná-lo ele se irritou e disse que ela iria para o inferno. Nervosa, Lady Gaga respondeu: “Então abram os portões, pois todos eles [os fãs] irão comigo!”


Assista ao relato da cantora durante a apresentação (em inglês):





É impressionante ver onde a criatura humana chega! Essa cultura pagã que vem por meios de filme, programas de tv, música... deixa a humanidade cega!


Rezemos durante essa semana santa para que essa mulher encontre o amor de Deus, pois só esse amor imenso de Deus pode transformar os corações profanos, depravados e afastados d'Ele!


"Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos, porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo."




Pax et Gaudium